Apesar do nome, a Escola Santa Tereza não é uma escola religiosa. O nome foi escolhido como homenagem a esta impressionante mulher – Tereza D´Avila – que viveu na Espanha no século XVI.

Naquela época, era comum que as moças se tornassem freiras, porém muitas não o faziam por vocação e sim para garantir uma vida tranquila e protegida. Estas moças entravam para os conventos, mas levavam consigo seus bens materiais, para que continuassem a viver com todo o conforto.

Tereza também era freira, carmelita, mas por verdadeira vocação. Seu maior interesse era fazer com que as pessoas dessem mais valor ao caráter, que se dedicassem completamente à vida que escolhessem.
Afirmava que o mais importante em uma pessoa é o respeito que ela pode ter por si mesma e pelos outros, pela vida, enfim.

Por essa razão, esta valorosa mulher foi responsável pela reforma carmelita, que acabou com os privilégios e passou a receber apenas aquelas que queriam realmente dedicar-se à vida religiosa. Além disso, fundou muitos conventos em toda a Espanha e escreveu diversos livros de grande importância, mesmo para os dias de hoje, como “Castelo Interior” e “As Moradas”.

Tereza morreu no dia 15 de Outubro de 1582 e em sua homenagem, D Pedro II, que era grande admirador de sua obra, determinou que esse dia passasse a ser o Dia do Professor no Brasil.

Nossa escola leva seu nome porque pretende, como Tereza, cultivar a justiça, a fraternidade e a busca pelo conhecimento, única forma de alcançar o sucesso pessoal e profissional em nossas vidas.